2ª VIA BOLETO
Selecione sua unidade
de atendimento


BAIXE AQUI
Unidade - LAJEADO


BAIXE AQUI
Unidade - SANTA CRUZ DO SUL
Atenção! Se seu boleto está vencido há mais de 90 dias,
não está disponível no site. Favor entrar em contato conosco!

TELEFONES ÚTEIS

TELEFONES ÚTEIS SERVIÇOS CREDENCIADOS

No campo USUÁRIO informe CÓDIGO DE CLIENTE e na
SENHA informe seu CPF ou CNPJ (apenas números)



AVISO ENTRADA/SAÍDA
SOLICITE UMA PROPOSTA
SOLICITE UM CONSERTO
RESERVA DE SALÃO

DICAS DE CONFIANÇA

"Barulho é sempre problema", diz síndico

Síndico de um condomínio de quatro torres, 211 unidades e aproximadamente 1.100 mil moradores na zona leste da capital paulista, Jorge Carlos Albuquerque Bernagozzi, de 39 anos, diz que quase metade dos condôminos do complexo estão residindo em um edifício pela primeira vez.

"Música alta, arrastar móveis, uso de furadeira depois das 22 horas durante a semana ou aos sábado após às 14 horas e no domingo, visitas conversando em voz alta até de madrugada, essas são atitudes clássicas de quem nunca morou em condomínio", diz.

Ele confirma que, em seu condomínio, o barulho é o principal problema detectado nos moradores novos. Segundo o síndico Bernagozzi, pessoas que moravam em casa não tinham essas preocupações. Ele também destaca: "Os novos moradores usam a piscina do prédio como se fosse um clube, levando os visitantes, parentes e amigos."

Para o síndico parte do constrangimento passado pelo condômino pode ser evitado se ele ficar atento ao regulamento interno do condomínio.

"Eu já fui um morador novato em um edifício e, sabendo dos eventuais problemas que eu poderia enfrentar, ao assumir a função de síndico fiz cópias do regulamento e coloquei nas caixinhas de correio de cada um dos condôminos".

Etapas

Quando o morador comete alguma infração e Bernagozzi reconhece que ele é novo no prédio, primeiro conversa e orienta, reitera as regras e envia uma notificação para que ele tenha consciência de que barulho a 1h30 da madrugada, levar visitantes à piscina, por exemplo, não é permitido.

No entanto, ele conta que já aplicou pelo menos cinco multas em moradores relutantes a entender as regras.
"Primeiro eu converso, explico, envio notificação, mas quando o erro persiste, preciso multar para ele entender que há regras a serem seguidas", esclarece o síndico.

Bernagozzi acredita que parte dos problemas vividos pelos moradores novos é por não conhecer o regulamento.

"A função do síndico, ao identificar um problema de um morador novo, é procurar o condômino, explicar ou reforçar como funcionam as regras e sempre ter bom senso nas ações tomadas."

FONTE: O Estado de São Paulo
PUBLICADO EM 15/09/2014
CLIQUE AQUI E CONFIRA OUTRAS DICAS!
Voltar uma página

UNIDADE - LAJEADO
Rua Liberato Salzano
Vieira da Cunha - nº183
Bairro Americano

51.3709-0092



UNIDADE - SANTA CRUZ DO SUL
Rua Borges de Medeiros - nº929
Sala 29 - Munchen Open Mall
Bairro Centro

51.3121-3031


utilizadores online

Confiança Administradora de Condomínios © 2021 - Todos direitos reservados   |   Desenvolvido por Rock7

Área de acesso  restrita!