2ª VIA BOLETO
Selecione sua unidade
de atendimento


BAIXE AQUI
Unidade - LAJEADO


BAIXE AQUI
Unidade - SANTA CRUZ DO SUL
Atenção! Se seu boleto está vencido há mais de 90 dias,
não está disponível no site. Favor entrar em contato conosco!

TELEFONES ÚTEIS

TELEFONES ÚTEIS SERVIÇOS CREDENCIADOS

No campo USUÁRIO informe CÓDIGO DE CLIENTE e na
SENHA informe seu CPF ou CNPJ (apenas números)



AVISO ENTRADA/SAÍDA
SOLICITE UMA PROPOSTA
SOLICITE UM CONSERTO
RESERVA DE SALÃO

DICAS DE CONFIANÇA

Morador se enfurece e bate no carro do vizinho em condomínio de GO

Um morador tentava estacionar, em um condomínio residencial de Goiás, mas perdeu a paciência. Ele engatou a ré e bateu de propósito no carro do vizinho. O carro ficou prensado contra a coluna de concreto. O dono do carro amassado descobriu o que tinha acontecido depois de voltar de uma viagem.

A situação ilustra bem até onde chegam as brigas por vagas de garagem. Aliás, essas brigas ocupam o 3º lugar na lista dos assuntos que mais provocam divergência nos prédios e condomínios.

A imagem do circuito interno mostra o morador tentando estacionar a caminhonete na garagem. Ele parece ter dificuldade, manobra, desce para analisar e quando volta para o carro, vem a surpresa: o motorista, engata a ré e bate de propósito no carro do vizinho.

O carro ficou prensado contra a coluna de concreto. Depois, o motorista estacionou a caminhonete, desceu tranquilamente, deu uma conferida e foi embora.

O dono do carro amassado ficou indignado com a situação e pensa em se mudar. "Se o meu carro estava em cima da faixa, ou não, eu acho que era uma questão de chegar e conversar ou guinchar o carro. Não vejo nenhuma justificativa para uma atitude dessa. A minha ideia é mudar do edifício porque o que eu posso esperar de um homem que faz um negócio desse", fala o médico Marçal Vasconcellos Júnior.

Talvez Marçal não precise de mudar. O vizinho que bateu no carro se mudou, segundo a portaria do prédio. A vítima deu queixa na polícia e entrou com uma ação por danos materiais e morais contra o vizinho. A equipe do Jornal Hoje não conseguiu falar com o motorista da caminhonete.

De acordo com o Sindicato da Habitação de São Paulo, os principais motivos de brigas nos condomínios são o barulho (30%), os vazamentos (30%) os animais domésticos (20%) e vaga na garagem (20%).

Segundo o Sindicato da Habitação de São Paulo, só 5% dos conflitos vão parar na justiça. A maioria é resolvida entre os vizinhos, com a ajuda do síndico.

FONTE: G1
PUBLICADO EM 22/08/2014
CLIQUE AQUI E CONFIRA OUTRAS DICAS!
Voltar uma página

UNIDADE - LAJEADO
Rua Liberato Salzano
Vieira da Cunha - nº183
Bairro Americano

51.3709-0092



UNIDADE - SANTA CRUZ DO SUL
Rua Borges de Medeiros - nº929
Sala 29 - Munchen Open Mall
Bairro Centro

51.3121-3031


utilizadores online

Confiança Administradora de Condomínios © 2021 - Todos direitos reservados   |   Desenvolvido por Rock7

Área de acesso  restrita!